Ácido Retinóico

Ácido Retinóico

Também chamado de vitamina A ácida, o retinóico revolucionou os tratamentos de rejuvenescimento pela comprovada atuação na renovação celular e na formação de novas fibras de colágenos e elastina.

Como age – Provoca uma descamação, acelerando a renovação celular.

Indicação – Seu grande trunfo é tratamento da acne, do envelhecimento pela ação do sol e de estrias recentes. Utilizando antes dos peelings, afina e uniformiza a pele, facilitando a penetração da substancia escolhida para o procedimento.

Uso doméstico – O ácido retinóico não pode entrar na formulação de cosméticos, mas pode ser prescrito pele dermatologista para uso em casa, em concentrações baixas como 0,025% e 0,05%. Por ser extremamente fotossensível, só pode ser usado á noite.

Uso em consultório – O retinóico já foi mais requisitado para peelings, em concentrações de 1% a 5% em sessões semanais. Hoje, com a concorrências de substancias mais modernas e rápidas, ele esta sendo mais utilizado para complementar a ação de outros ácidos ou peelings.

Efeitos colaterais – Pode provocar irritação, vermelhidão e manchas em contato com a luz. Mesmo assim o efeito do retinóico é tão compensador e diferenciado que a ciência continua buscando uma substancia parecida, mas com menos complicações.